Vender lingerie: O mercado de lingerie vale a pena?

Quer saber se é uma boa oportunidade investir nas vendas de roupa íntima? Então, você está no lugar certo, pois lhe mostraremos tudo sobre o assunto no tema de hoje!

Vender lingerie é sem dúvida alguma uma das opções mais tradicionais da mulherada quando o assunto é faturar uma renda extra, não é mesmo?

Entretanto, muitas empreendedoras ficam com dúvidas sobre se esse é realmente um mercado que funciona em longo prazo, ou seja, se é possível conquistar a tão sonhada independência financeira vendendo lingerie…

Bom, a primeira coisa que podemos lhe falar sobre isso é que é possível sim ganhar dinheiro vendendo lingerie, desde que você faça isso da forma correta.

O segundo ponto que queremos destacar é que se você está pensando em como montar um negócio lucrativo com pouco dinheiro, o setor de vendas de roupas íntimas pode ser a solução perfeita!

Mas, como nem tudo nessa vida é mágico, o mercado de lingerie pode ser um tanto desafiador no começo, fazendo com que muitas empreendedoras desistam do seu sonho.

Então, para acabar de uma vez por todas com essas dúvidas, neste artigo mostraremos para você se vender lingerie vale à pena! Vamos conferir?!

ÍNDICE DE CONTEÚDO:

– Entenda mais sobre o nicho de vender lingerie

– Quais são os prós e contras do mercado de lingerie?

Entenda mais sobre o nicho de vender lingerie

Chegou o momento de esclarecer todas as dúvidas sobre o mercado de lingerie, para que você saiba exatamente onde está se metendo…

Bom, de acordo com pesquisas do Instituto de Estudos e Marketing Industrial, o ramo de moda íntima, praia e sessão fitness foi um dos que mais cresceu nos últimos anos.

Segundo o estudo em questão, esse setor soma mais de 7.000 empresas somente aqui no Brasil, as quais já produziram mais de 780 milhões de peças.

Esse sucesso todo então reflete em um negócio altamente lucrativo, movimentando mais de 4 bilhões de reais anualmente aqui no país.

Além disso, caso você ainda não saiba, o Brasil ocupa a quinta colocação no ranking entre os maiores produtores na indústria têxtil mundial, responsável pela confecção de peças e roupas íntimas.

Mas, você deve estar se perguntando quem são os clientes responsáveis por esse crescimento todo nas vendas de lingerie, não é mesmo?

Basicamente, o público consumidor dominante são as mulheres, porém os homens têm se mostrado compradores bem engajados (representam cerca de 20% das vendas de lingerie no país).

Esse percentual é relativo tanto aos homens estarem comprando mais lingeries para presentear suas parceiras, como também por estarem se preocupando cada vez mais com a escolha de peças para si que associem conforto, sensualidade e beleza.

Já com relação às mulheres, essas priorizam modelos mais sensuais e discretos, onde se tem uma média de cada brasileira compra 7,6 peças de lingerie por ano.

Isso está diretamente ligado ao maior poder de compra do público feminino, visto que há um aumento expressivo no número de mulheres trabalhando.

Assim, mais independente, a mulherada aproveita para gastar mais com produtos para si mesmas, investindo principalmente em roupas e acessórios para dar um up em sua autoestima.

Por fim, a última consideração que queremos fazer sobre o mercado de lingerie é que a principal fonte de renda gerada é por sacoleiras, ou seja, as vendedoras de lingerie autônomas.

Por isso, vender lingerie mostra-se como uma fonte de renda cada vez mais promissora, que abrange vários públicos, estilos, idades, enfim.

Então, agora que você já conhece o real cenário do segmento de venda de lingerie, que tal conferir quais são as vantagens e desvantagens desse tipo de negócio?

Quais são os prós e contras do mercado de lingerie?

Eu poderia lhe dizer que vender lingerie é um mundo perfeito, que venderá centenas de peças por mês, mas às vezes na prática não funciona exatamente assim.

Assim, pensando em lhe esclarecer onde você deve focar suas energias e ganhar dinheiro vendendo lingerie, preparamos um check list com os prós e contras desse tipo de negócio. Confira!

Prós:

  • Mercado estável
  • Consumo feminino em expansão
  • Mercado que não sofre influência de acordo com as estações do ano
  • Coleções lançadas com bastante freqüência 
  • Opção de negócio simples e sem grandes investimentos iniciais
  • Oportunidade de conquistar independência financeira em pouco tempo.

Contras:

  • Tempo para conquistar clientes 
  • Demora em saber exatamente o perfil de consumo de seu público
  • Grande concorrência no mercado de lingerie.

Gostou das vantagens? Pois, saiba que essas superam as desvantagens, onde com tempo e paciência você conquista seu espaço no mercado e aprende a identificar as necessidades de seus clientes. 

Além do mais, vender lingerie não é nenhum bicho de sete cabeças, escolhendo bons fornecedores e sabendo driblar seus concorrentes, o sucesso é garantido!

Portanto, a venda de roupa intima é sim um dos negócios 2020 mais rentáveis do momento e vale à pena investir sim.

Sabendo como montar um negócio lucrativo, basta que você aproveite as oportunidades de mercado, aumentando assim seu número de vendas todos os meses.

E, para melhorar ainda mais o seu faturamento, saiba que investir em um curso de vendedoras de lingerie é muito importante, pois deixará você mais qualificada para atender sua clientela, mesmo que trabalhe de forma informal.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp